Aulas seguem de forma remota também na modalidade EJA em Campo Bom

Estudantes jovens e adultos dão continuidade ao aprendizado para concluir os estudos em tempo de pandemia

Por meio do programa Educação de Jovens e Adultos (EJA), abre-se a oportunidade para quem não teve acesso ou não conseguiu concluir os estudos no tempo regular. Em decorrência da pandemia do coronavírus, em Campo Bom, graças ao Plano de Recuperação de carga horária do calendário letivo da Rede Municipal de Ensino, executado pela Secretaria de Educação e Cultura (Smec), o ensino remoto se tornou uma realidade também para os alunos do EJA Fundamental (1º a 9º ano). As escolas municipais de ensino fundamental (Emefs) Centro de Educação Integrada (CEI) e Borges de Medeiros disponibilizam materiais didáticos via web ou para retirada nas instituições de ensino para 41 alunos com idade entre 15 e 18 anos.

O estudante Alan da Silva Brum, 16 anos, começou a fazer o EJA em 2019 visando recuperar o tempo perdido e comemora poder dar continuidade aos estudos. “Eu comecei a fazer o EJA porque havia perdido alguns anos e não quero me atrasar para entrar na faculdade. Tem sido bem tranquilo de acompanhar o conteúdo de casa. Nós recebemos as atividades de todas as matérias uma vez por semana e vamos entregando por e-mail”, conta o aluno de 8º e 9º ano do EJA, na Emef Borges de Medeiros. Ele conta com o auxílio das redes sociais da escola e dos professores como ferramenta para sanar dúvidas.

A secretária de Educação e Cultura Simone Schneider afirma que o aluno que não tem internet em casa não é prejudicado. “Estabelecemos que para essas famílias as atividades propostas também são disponibilizadas impressas para serem retiradas nas escolas. Há ainda a possibilidade do aluno utilizar os laboratórios de informática de seus bairros. Tudo isso para que nenhuma família se sinta desamparada”, explica a secretária. 

Leia  Ministério da Saúde lança campanha Novembro Azul

O formato de ensino não-presencial, que deve seguir até dezembro, tanto no ensino infantil quanto no fundamental, foi organizado pela Smec em conjunto com equipes diretivas, servidores das escolas e Conselho Municipal de Educação.

Crédito de foto: Arquivo pessoal

Legenda: Alan é aluno da Emef Borges de Medeiros e está focado nos estudos

Deixe uma resposta